Vida: Pensamento positivo

Olá, meninas! Tudo bem?
Hoje eu vim falar, de novo, sobre um assunto um pouquinho diferente que é pensamento positivo.



Bom, eu fiquei as 3 últimas semanas muito triste. Não tinha a menor vontade de postar nada no blog, não queria sair, ficava com mal-humor o tempo todo, chorava todas as noites e estava com cara de abatida, doente. Vocês sabem o motivo? Faculdade.
Não que eu não queira fazer faculdade, mas o problema é que eu estou em dúvida sobre o curso e o local. Resolvi, no final das contas, fazer direito. Mas aí ficou aquela briga na minha própria mente sobre o local e tudo mais.
Eu queria mesmo fazer faculdade no centro do Rio, mas meus pais não deixam de forma alguma. Tendo isto em mente, me sobrou Campo Grande, Santa Cruz, Volta Redonda e Barra Mansa.
Mesmo sendo mais perto, todos estes lugares são longes e eu tenho que me deslocar de ônibus, o que demora uma hora e meia, mais ou menos. Até aí ta tudo certo.
O problema mesmo é que eu tinha escolhido Campo Grande e descobri que o ônibus não me levaria até a porta faculdade, que teria que pegar uma van, que a aula terminaria às 22:50 e ainda que eu chegaria em casa, mais ou menos, 1:30 da manhã. Diante desses muitos pontos negativos, eu desmoronei. Fiquei realmente muito triste e me vi obrigada a ingressar na faculdade em Barra Mansa.
Sexta-feira da semana passada eu fui lá pra me inscrever e fazer minha matrícula. Chorei horrores e fiquei com um humor que acho que nunca tinha ficado antes.
Até que o lindo e maravilhoso do meu namorado veio pra Angra, eu fui pra casa dele e lá notei que tudo o que eu tinha feito ou falado era besteira. Não adianta eu ficar "empurrando com a barriga" pra começar a cursar, porque se eu fizer isso eu vou demorar ainda mais a me formar.
Depois de falar essa ladainha toda pra vocês, cheguei onde queria.
Eu comecei a pensar positivo, que tudo vai dar certo e agora estou me sentindo muito melhor, feliz.
É claro que eu tive ajuda de várias pessoas pra me sentir melhor, mas se você não quiser que ninguém saiba ou coisa assim, por que não ir a um psicólogo ou comprar um livro de auto-ajuda? Gente, psicólogo não é coisa de maluco não! Eu mesma frequentava até ano passado.
Uma ótima maneira de descarregar as energias é comendo, brincando com bebês e animais, praticando um hobbie ou qualquer coisa do tipo.
Faz bem pra nós e pra quem vive a nossa volta.
Eu recomendo.
Quem precisar de ajuda pode falar comigo.
Beijinhos!

Já curtiram nossa Fan Page no facebook? Não? Então corram lá pra ficar sabendo em primeira mão tudo o que está acontecendo e, é claro, ter chance extra nos sorteios.
Curtam: BlogCoisasDeA

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário