Cronograma Capilar #2 Como classificar as máscaras

Oi gente, estamos de volta com a nossa “saga”. Depois de apresentar-lhes o Cronograma Capilar, hoje eu venho ajudar vocês a classificar cada tipo de máscara. Assim, na minha opinião essa é a parte mais chatinha e mais complicada, com o tempo a gente vai pegando o jeito e a coisa fica mais fácil.  Parece ser muito simples, basta ler o rótulo, não?! Não exatamente, é preciso ler a composição, entender e saber a necessidade do seu cabelo.
Lembrando que essa é uma série de posts, então não se esqueça de ler os posts anteriores para que você entenda tudo certinho.
Muitas das vezes, a embalagem diz que a máscara serve para uma etapa, mas na verdade, de acordo com seus componentes, ela é melhor aproveitada em outra etapa. Por exemplo, lê-se na embalagem que a máscara serve para nutrição, mas ao analisar seus componentes, na verdade, ela será útil para hidratação apenas.

A partir da composição, a gente faz uma pré-seleção:

Hidratação (reposição de água/hídrica):

Principais componentes: pantenol, bepantol, glicerina, vitaminas, extratos naturais (flores, frutos, ervas).
Alguns nomes:
Glicerina vegetal ou Glicerina (Glycerin, Glicol, Gliceryl)
Álcool modificado (Ceryl Alcohol e Cetearly Alcohol)
Extrato botânico (Rosemarinus Official Extract, Leaf Extract, Meliss Official Extract, ou seja, o que tiver nome de “planta” acompanhado de Extract)


Nutrição (reposição da oleosidade natutal/lipídica):

Principais componentes: óleos e manteigas.
Alguns nomes:
Nome do extrato + Butter, exemplos:
Manteiga de Karité (Shea Butter)
Manteiga de Cacau (Theobromo Cacao Butter)
Manteiga de Cupuaçu (Cocoa Butter)
Manteiga de Abacate (Avocato Butter)
Nome do extrato +  Oil, exemplos:
Óleo de Coco (Coconut Oil)
Óleo de Oliva (Olive Oil)
Óleo de Argan (Argania Spinosa Oil)
Óleo de Amêndoas (Almond Oil)


Reconstrução (reposição de proteínas/proteica):

Principais componentes: Queratina, Colágeno, Aminoácidos e Proteínas (do leite, do trigo, etc)
Alguns nomes:
Queratina (Hydrolyzed Keratin)
Creatina (Creatine)
Arginina (Arginine)
Colágeno (Hydrolyzed Collagen Protein)
Há também as proteínas de origem vegetal que são eficazes se combinadas com alguma das substâncias acima, como por exemplo:
Proteína Hidrolisada da Soja (Hydrolyzed Soy Protein)


Obs*: Pra pertencer a uma classificação, a máscara não precisa conter todos os ativos citados, claro.

Obs**: Quanto mais no início da composição o ativo estiver, mais ele estará presente na máscara, ou seja, aqueles que estão lá no finalzinho, é porque estão em menor quantidade.
Obs***: Se a máscara tiver ativos de várias etapas, preste atenção na ordem em que eles se encontram.


Maaaaaas, como para tudo existem exceções, aqui não seria diferente. É minha gente, às vezes as máscaras não dão o resultado esperado, mesmo depois dessa trabalheira pra selecionar cada uma. Por isso chamamos de pré-seleção, pois o que vai mesmo definir a qual etapa ela pertence é o teste. O jeito agora é ver como o seu cabelo reagiu após o uso. Veja as dicas:

Hidratação: cabelo macio, desembaraçado, leve, com movimento.

Nutrição: também cabelo macio, menos volume, frizz, com brilho, sensação de fios com mais caimento.
Reconstrução: fios mais firmes, encorpados e resistentes.


Obs:  O cabelo não precisa obrigatoriamente todas as reações de cada etapa.


Bom meninas, por hoje é isso. No início é meio complicado, mas depois a gente vai se acostumando.
Beijos e até semana que vem!


Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário